Qual a diferença entre margem bruta, líquida e de contribuição?

A margem de lucro é um indicador fundamental para o gestor conhecer e poder avaliar a rentabilidade do seu negócio. Mas se você não faz ideia do que seja margem bruta, margem líquida e margem de contribuição, pode ficar tranquilo. Nós vamos te mostrar neste texto o que significa cada uma delas e como elas devem ser calculadas.

Gostou da ideia? Acompanhe e boa leitura.

O que são margem bruta, margem líquida e margem de contribuição?

A margem de lucro geralmente se refere à porcentagem da receita que resta após a dedução de todos os custos, depreciação, juros, impostos e outras despesas ligadas aos produtos.

Ela tem como objetivo medir o quanto uma empresa ganha sobre suas vendas. Ou seja, a margem de lucro forma o preço final e está embutida no preço de um produto/serviço.

Margem de lucro bruta ou Margem bruta

A margem bruta, calculada a partir do lucro bruto, mede a rentabilidade do negócio e indica o percentual de retorno do investimento realizado na empresa. É o quanto a empresa ganha com a venda de um produto ou serviço após subtrair os custos para produzi-lo e armazená-lo.

Ela é um importante indicativo da vantagem competitiva de uma empresa. Analisando esse indicador, é possível visualizar quais os itens estão com baixa rentabilidade e rever a estratégia do negócio (alterar preço de venda, revisar portfólio, buscar novos fornecedores e/ou parceiros e etc.).

No mais, ela é um dos principais componentes na formação do preço de venda.

Margem de lucro líquida ou margem líquida

 Já a margem líquida, calculada a partir do lucro líquido, mostra o quanto a empresa lucra de verdade para cada real que entra como receita no seu caixa. Ou seja, aqui é preciso subtrair do lucro bruto todas as despesas operacionais e não-operacionais da organização. O que sobrar será o lucro líquido.

Ela é importante para entender se uma empresa tem lucro e qual é o valor desse lucro. Se a margem de lucro líquido de uma empresa for de 10%, isso quer dizer que para cada 100 reais que a empresa fatura, ela tem um lucro líquido de 10 reais.

Margem de contribuição

Por fim, mas não menos importante, o conceito de margem de contribuição. É ela que indica o quanto a empresa consegue gerar de recursos para pagar os custos e despesas fixas de seus produtos e obter lucro. Dessa forma, será possível calcular a quantidade mínima de produtos que a empresa precisará vender.

Quando o valor total das despesas fixas for menor que a margem de contribuição, a empresa estará gerando lucro. Do contrário, ou seja, se for superior, significa que está tendo prejuízo e será preciso fazer ajustes no preço de venda do produto ou nos custos.

Como calcular cada margem?

Vejamos agora como calcular cada uma das margens:

O cálculo da margem bruta

MARGEM BRUTA = LUCRO BRUTO/RECEITA TOTAL X 100

A fórmula é bastante simples, porém para que o resultado esteja correto é preciso calcular o Lucro Bruto adequadamente. O primeiro passo é, portanto, determinar os custos e as despesas da organização. Muitas vezes esses conceitos são tratados como sinônimos, mas contabilmente eles são diferentes.

Custo é todo e qualquer gasto referente à aquisição ou produção de mercadorias ou serviços. São eles (para a indústria): matéria-prima, mão-de-obra industrial, gastos gerais de fabricação, depreciação das instalações e dos equipamentos industriais.

Já as despesas são os gastos necessários para vender e distribuir os produtos. De um modo geral, são os gastos ligados às áreas administrativas e comerciais.

Portanto, para calcular o Lucro Bruto é preciso subtrair os custos, variáveis e fixos, da Receita Líquida.

Apresentamos a seguir um exemplo de cálculo da Margem Bruta:

Considere que uma empresa tenha uma receita líquida de R$ 10.000.

Para produzir seus produtos ela gasta R$ 2.000 de matéria prima, R$ 2.000 de mão-de-obra e R$ 1.000 de armazenamento. Então o lucro bruto seria de R$ 5.000.

Então, teríamos:

R$ 5.000 (lucro bruto) /R$ 10.000 (receita total) x 100 = 50% de margem bruta

O cálculo da margem líquida

MARGEM LÍQUIDA = LUCRO LÍQUIDO / RECEITA TOTAL X 100

Para calcular a margem líquida, o empreendedor deverá subtrair as despesas operacionais e não operacionais incidentes no negócio.

Vejamos agora um exemplo de cálculo usando a mesma empresa do tópico anterior que tem uma receita total de R$ 10.000.

Imagine agora que ela gaste R$ 1.000 com despesas comerciais e administrativas e R$ 500 de despesas financeiras. Assim, seu lucro líquido será de R$ 3.500.

Então, sua margem líquida será:

R$ 3.500 (lucro líquido)/R$ 10.000 (receita total) x 100 = 35% de margem líquida.

Isso significa que a cada R$ 100 vendidos, a empresa lucra R$ 35.

O cálculo da margem de contribuição

MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO = PREÇO – CUSTOS E DESPESAS VARIÁVEIS DA VENDA

Vejamos um exemplo:

Imagine que um produto é vendido a R$ 100 e seus custos e despesas variáveis são de R$ 60. Então, temos uma margem de contribuição de R$ 40 ou 40%.

Mas atenção, muitas vezes a margem de um produto equilibra a de outro. Por isso, é preciso olhar o conjunto dos dados para se chegar a uma conclusão sobre a lucratividade da empresa.

Diferença entre margem bruta e margem líquida

Agora que você já sabe bem o que é cada um dos tipos de margem e também como calculá-las, é importante saber claramente, a diferença entre margem bruta e margem líquida.

Então, vejamos de forma resumida:

Conclusão

Bom, agora que você já sabe o que é margem bruta, margem líquida e margem de contribuição, já pode olhar para as finanças do seu negócio de outra maneira, bem como traçar estratégias mais eficazes.

Mas lembre-se sempre de conferir diariamente os ganhos e as despesas da empresa e que as margens sozinhas não dizem tudo sobre o negócio. É preciso ficar de olho em outros indicadores, tais como o volume de vendas, receita total etc.

Por fim, para um profissional da área financeira, todo conhecimento nunca é demais. Ficou interessado? Aproveite para fazer o Curso de Indicadores Financeiros e trazer todos esses benefícios para a sua empresa!

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *